Lidando com entraves

B2B Magazine

Switch to desktop Register Login

Lidando com entraves Reprodução

 

Abrir uma nova empresa no Brasil não é tarefa fácil. Processos, documentos, exigências... Alguns passos são necessários, demandando tempo, conhecimento e paciência. Com a startup não é diferente, conforme recorda Rosi Rodrigues, diretora de operações da ABStartups. No entanto, a agilidade, base desses negócios, pode ser um ponto positivo.

 

”A startup consegue formar seu produto antes de sua formação jurídica. Por exemplo, em um programa de aceleração não é preciso necessariamente apresentar CNPJ. Ela tem um tempo hábil para poder criar, testar, até que de fato se formalize e vire uma empresa com CNPJ e comece a emitir as devidas notas fiscais”, explica Rodrigues.

 

Alinhado com esse pensamento, Alan Leite, CEO da aceleradora Startupfarm, conta que a principal recomendação para os negócios em estágio inicial é para só adquirir um CNPJ em duas situações: venda e investimentos. “Como é um empreendimento novo, que pode ser invalidado, ter um CNPJ aberto é horrível. Há dificuldades, burocracia”, enfatiza.

 

Etapas
Para Gustavo Vaz, COO da Easy Taxi, o processo de abertura da empresa realmente não é dos mais fáceis, mas o Brasil não está entre os piores países e de certa forma até se alinha com outros. A real dificuldade está nos próximos estágios, no início das operações. “O sistema tributário brasileiro, hoje, é um dos mais complexos do mundo. Em comparação com vários lugares. Se você vai pro Chile, existe um tipo de imposto. Aqui, você lida com o imposto sobre o serviço, sobre a mercadoria, imposto do estado de São Paulo, imposto federal e um acumulando em cima do outro”, lembra.

 

Para lidar com esses pontos, a startup precisa de pelo menos um membro que entenda dessas minúcias fiscais para não cair em armadilhas e pagar multas, mas tudo é questão de planejamento. Como conta Vaz, a Easy Taxi, no início, contava com o conhecimento de um de seus fundadores que já estava habituado com as finanças. O real investimento num departamento financeiro veio depois da primeira rodada de investimentos. “De um dia para o outro, tivemos que virar a chave e começar a investir muito. Aí sim, pensamos também num gerente financeiro, um advogado experiente, um marketplace”, conta.

 

Ambiente parceiro
Na visão da diretora de operações da ABStartups, apesar das dificuldades, o ecossistema dos novos negócios inovadores está em desenvolvimento no Brasil. “Houve o reconhecimento a partir do nosso governo de que investir em startups é investir no país já que elas tem um potencial econômico muito grande, justamente por aquela coisa do repetitível e escalável, elas nascem pra crescer muito rápido”. O programa Start-Up Brasil é um bom exemplo disso.   

 

Com auxílio de associações, do governo, do setor privado, investidores-anjo, uma base positiva é formada para os novos empreendedores e esse processo já está em andamento. O que também será um auxílio para os estágios iniciais. “Quanto mais forte esse ecossistema fica, mais reconhecimento ele ganha”, destaca Rodrigues.


Feridas que engrandecem
Se a burocracia parece desanimadora, também carrega seu ponto positivo. O perfil dos empreendedores de startups reúne curiosidade, inconformidade e um ponto importante: a coragem para correr riscos. “Essas dificuldades também geram muita resiliência e o negociador brasileiro sabe lidar com as adversidades”, acredita Rosi Rodrigues.

 

E, claro, se há disposição para pisar nos obstáculos, é crucial encontrar uma equipe disposta a entrar nessa briga. “O mais importante na startup não é a ideia, mas sim a equipe. Na verdade, o que vale é a execução dessa ideia porque ela não vale nada se não for muito bem executada. E quem executa são as pessoas. A startup precisa de um time brilhante de pessoas que estejam dotadas com esse perfil”, finaliza a especialista.

 

*O Especial Startups da B2B Magazine vai ao ar às sextas; continue acompanhando as discussões sobre o assunto pelo Facebook e Twitter sob a hashtag #EspecialStartups.

 

Leia mais:
Novos tempos, nova cultura
A revolução do sucesso
5 segredos de venda para startups

 

Compartilhe:

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

B2B Magazine 2017 - Todos os direitos reservados.

Top Desktop version