A união das PMEs dá força às negociações

B2B Magazine

Switch to desktop Register Login

A união das PMEs dá força às negociações

A união das PMEs dá força às negociações Reprodução


Iniciar uma pequena empresa é bastante complicado no Brasil. Passado o momento de lidar com milhares de documentos, outros entraves podem aparecer. Esses empreendimentos têm algo em comum: baixo poder de negociação com os fornecedores, tanto em relação ao preço quanto ao prazo de pagamento. Sem contar que grandes fornecedores não aceitam pedidos de pequenas quantidades, o que dificulta o acesso a uma série de mercadorias, serviços, produtos e insumos. Analisando esse quadro, uma startup resolveu mudar essa condição.


A Área Central atua como uma plataforma que possibilita a união dessas micro e pequenas redes de lojas para comprar insumos por preços mais competitivos. Segundo a empresa, o intuito é alavancar os lucros em até 30%.  


“Fazer parte de uma central de compras traz um conjunto de vantagens para o varejista, não só em relação aos preços, mas também através do contato com outros empresários. A sinergia gerada pelo grupo também acaba se tornando um fator auxiliador durante os processos”, explica Jonatan Costa, CEO e fundador da Área Central.


Além das dificuldades encontradas para negociação de preços, há também falhas na comunicação que podem ser solucionadas por meio das ferramentas disponibilizadas pela ferramenta. O empreendedor pode criar uma agenda de compromissos, enviar mensagem, conversar via vídeos online, montar salas de reuniões virtuais, compartilhar arquivos e ainda promover fórum de discussões.


“Vale destacar que todo o nosso sistema é baseado no software conhecido como e-procurement, que gerencia as compras de bens e serviços por meio da internet. Por meio dele é possível acessar e gerenciar processos de qualquer local ou dispositivo, facilitando a vida do micro e pequeno empresário em todos os aspectos”, destaca Costa.


No que diz respeito a planejamento, a ferramenta pode auxiliar as PMEs a quebrarem o número do Sebrae que contabiliza 75 “mortes” a cada 100 novas empresas abertas. Vale a tentativa.

 

Leia mais:
Um app de planejamento financeiro
Um guia de comércio internacional para PMEs
Série do Facebook auxilia empreendores

 

Compartilhe:

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

B2B Magazine 2013 - Todos os direitos reservados.

Top Desktop version